Change to English or other language

Sunday, September 19, 2010

Porque Vale a Pena?

Porque vale a pena?
Há momentos em que me intorrogo se valerá a pena deixar-me levar por caminhos que conduzem a tanta incerteza, dor e sensação de vazio. Caminhos já antes percorridos, com outras paisagens, terrenos diferentes e climas distintos... mas todos eles áridos e penosos.

Na verdade, o instinto do Coração quando aponta uma direcção que julga tão certeira convence que não vai falhar, que é por ali. E eu confio... porque esta certeza é muito rara em mim. As emoções são mais fortes e... quase sem dar por isso, levam a Alma num rodopio como folhas de Outono num remoinho ventoso... e quase sem dar por isso, viaja-se num caminho igual a outros que anteriormente conduziram a Desertos gigantes e hostis...


Vale mesmo a pena considerar que, em algum momento, o instinto conduz a uma Viagem diferente de todas as outras?...
Vagueio pelos álbuns das Viagens anteriores repletos de fotografias que, desvanecidas pelo traço da dor enxugada em lágrimas, penso que penso demais. Penso que nestas coisas não se pode racionalizar. Eu não as concebo assim. Acontecem! Raramente, mas acontecem! E tende-se a não pensar tanto...
A tendência da abordagem Emocional é seguir o instinto, seguir uma nova Viagem que se mostra diferente de todas as outras, na qual me concedo uma nova oportunidade de ser Feliz, em cada dia que ainda espero Viver... Afinal, eu mereço ser Feliz. Disso, não tenho a menor dúvida!


Hoje, no meio de uma turbulenta jornada, senti por momentos uma Solidão aterradora e ao mesmo tempo um Amor incondicional pela Vida, pelo meu percurso, este mesmo que me transformou na pessoa que hoje Sou, com tudo o que isso possa ter de bom e de menos bom!
É uma dualidade de emoções estranha, esta... 

Lágrimas que se soltam sob a vista de Rio pingam o parapeito da janela e ao mesmo tempo abandonam-me numa Serenidade e Harmonia nunca antes sentidas...

Este é um dos raros momentos de Vida que sabe a Novo, a Pleno e Eterno... Soluço em Paz, em total harmonia, onde Dor e Amor se fundem num só e permitem sentir algo tão precioso e inexplicável... Apenas sinto um Amor incondicional pela total consistência do meu Ser, construida pelas demasiadas desilusões percorridas ao longo do trilho...
Sinto-me num longo vôo nas asas de um Anjo, comungando do Silêncio dos Inocentes...
Dei o meu melhor, como em tudo aquilo em que acredito. Acima de tudo, entreguei-me como sou, sem capa, com medo, sem certezas, com integridade, sem ambições, com todo o Amor, sem nada a Ganhar, com Muito a perder, sem vaidade ou carências, com coragem e compaixão, sem imposições, com total compreensão e compromisso...

Será que Vale a Pena?
Sim... Sempre!

Love, 
Take Care.
Birdie

No comments:

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.