Change to English or other language

Monday, January 15, 2007

Fragmentos de Vida...

Sábado de manhã.
O Sol, mostra-se timidamente por entre as nuvens no início de mais uma fria manhã de Inverno.

Mariana acaba de passar a ponte 25 de Abril, e segue num registo acelerado o seu caminho, já com meia hora de atraso para o seu compromisso das 09:00.
Isabel já a esperava. Com um sorriso sempre franco e doce, as duas abraçaram-se. Afinal, já não se veêm há algum tempo.

Isabel é a única a quem Mariana confia o seu cabelo.
Durante a lavagem, o corte, e depois o tratamento para o brilho, e o disfarçar de uns quantos brancos, as duas trocaram confidências...
Duas vidas tão diferentes, mas sempre muito cúmplices, as duas amigas riram, indignaram-se, e soltaram umas lágrimas, ao longo daquela manhã fria.

Após duas horas e meia, Mariana estava pronta.
As duas despediram-se num abraço apertado, estando certas de que dali a dois ou três meses se voltariam a ver, mas que, mesmo assim, seria como se estivessem estado juntas no dia anterior.

Mariana, entra no seu carro, e ruma ainda mais a Sul, em direcção ao Mar.
No caminho pensa como é feliz por ter uma amiga como Isabel. Uma amiga que, nem a distância de uma ponte, nem o correr dos meses a fio que passam sem que se vejam, as trai.
Amigas de verdade. Capazes de tudo para se ajudar uma à outra, que se compreendem com um mero trocar de olhares, e que confiam segredos mutuamente, umas vezes em tom de desabafo, outras, em jeito de partilha de algo bom, ou de meros sonhos.
Nada destruirá esta amizade, pensa Mariana. Nada.

Nesse instante, uma moto entra na curva e, devido à elevada velocidade, não a consegue dobrar, irrompendo do nada na direcção do carro de Mariana. Esta, vira o carro totalmente para a sua direita, tentado não atingir a moto, e sente um calafrio percorrer-lhe a espinha, quando se depara com uma árvore de tronco grosso e forte. Tudo se passa em segundos...
Anos, meses, fragmentos de Vida... desfeitos em Nada...
Nada... Nada destruirá esta Amizade, pensára Mariana... Nada...

E bruscamente, como o correr do tempo, como a velocidade a que conduzimos a Vida... o "Nada", acontece...

No comments:

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.