Change to English or other language

Tuesday, October 05, 2010

The Independence Day of... the AlarmClock!

Já alguma vez... sentiram que precisavam de dormir só mais um naaaadinha para repôr as energias e ficar com melhor humor para enfrentar o dia? Sim?? E também ficam na cama sempre só mais 10 minutos, enquanto carregam no snooze 4 ou 5 vezes e desejam ter o poder de esticar o tempo?? Se sim... então não estou sozinha na guerra ao Despertador!

Se escrevesse uma frase num daqueles pacotes de açúcar da Nicola, seria certamente algo como "Um dia, torno-me Independente do despertador e vou ser Feliz! Esse dia é hoje!"
HOJE, foi o dia da grande revolta! UM DIA de SEMANA em que pude sentir-me independente do maldito despertador! Foi o Dia da Independência, celebrado com um brunch estupendo entre muitas outras coisas interessantes - muito honestamente, completamente irrelevantes para quem me lê. Podem desistir agora, se quiserem.
HOJE, senti aquele prazer exclusivo do fim-de-semana (alguns) de acordar naturalmente, com tempo para me espreguiçar, mimar, tomar um duche mais longo e tranquilo, enquanto penso a avulso no que vou preparar para o meu Brunch... 

Comecei com o primeiro ritual matinal (depois do duche). Acendi o incenso Nag Champa "Goloka" e meditei durante 20 minutos. Deslizei para dar os bons-dias - ou talvez as boas tardes - ao Bonsas (meu Bonsai) e fui tratando dele, enquanto preparava o café e colocava a frigideira no fogão... nhaaaaammmmmmm... ovos mexidos mal passados com queijo, cogumelos, fiambre de perú e finalizado com oregãos on top!... Hummmmmm..... smelt nice, tasted even better! Espremidas algumas laranjas tinho o sumo pronto e bem fresquinho, assim como o café pingado com leite e, claro... o pão de cereais torrado com mel para acompanhar os ovos!

Passei uma hora com os sentidos dividos entre o Brunch e o que iria fazer o resto do dia que estava agora a começar. Lentamente, surgiram algumas ideias e quando menos esperava, já estava com a mochila às costas com a máquina fotográfica, iphy, o livro que estou a ler, o iPod com a minha playlist actual e parti à descoberta da cidade, num feriado nacional em que quase tudo esteve fechado mas que, nem por isso o povo deixou de sair à rua para tirar partido do Sol maravilhoso que fez e - qui çá - celebrar o dia da República, participando activamente nos muitos eventos espalhados por vários cantos da cidade.
  
Junta à frente ribeirinha encontrei imensa gente a fazer jogging, biking, alguns com patins em linha ou em marcha lenta... mas não em greve! ;). Ao que parece, estamos cada vez mais a ter cuidado com a forma física, independentemente de o Verão ter terminado! Um sinal positivo de vitalidade no País! Será? ;)

Depois de disparar... algumas fotos, rumei a sul e fui ver o ambiente na praia num dia como o de hoje.
Imensa gente a passear, a apanhar Sol, talvez com alguma nostalgia e na tentativa de prolongar o final das férias e dos dias de praias.
Depois de muito caminhar junto ao mar e sentir o vento na cara - que ficou mesmo muito queimada! :( - descansei na minha esplanada já habitual... Há dependências positivas às quais chamo de rituais. E este é um deles... Por lá, sinto-me em casa e guardo bons momentos na memória dos meus três neurónios. :)

O Sol ia descendo junto à linha do horizonte e disparei as últimas fotos... pisquei-lhe o olho e disse-lhe adeus... 

Regressei a casa já à noitinha e depois de um duche revigorante e já no quarto olhei para o despertador e... revi o dia fantástico que vivi sem ter de acordar com ele. De facto... podemos escolher com quem estamos, o que fazemos, os locais onde vamos, a côr do cabelo e a roupa que usamos. No entanto, não podemos escolher a que horas vamos acordar todos os dias da nossa vida. E sabem que mais? Ainda bem! Porque senão... senão, este dia não teria sido tão especial!

Viva a Independência! Mas... um special thanks ao Despertador! ;)


Love,
Take Care.
Birdie

No comments:

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.