Change to English or other language

Monday, June 25, 2007

Conta-me Histórias...


Conta-me Histórias...
As que falam do Bem e do Mal,
As que mostram de que é a feita a Realidade,
As que nunca escondem a Verdade.

Conta-me Histórias...
Por mais cruéis que sejam,
Por muita Dor que causem ao ouvir,
Prefiro conhecê-las,
Do que Sentir que estás a mentir.

Conta-me Histórias...
Mesmo as mais banais,
Não omitas o que é humano, sê sincero.
Não presumas que o meu Coração é cego.

Conta-me Histórias...
Essas que falam de Ventos de Bonança.
Olha-me nos olhos e conta-me em silêncio,
Mesmo sem palavras leio-te a Alma,
Não sinto sinceridade, Perco a Esperança e a Confiança.

Conta-me Histórias...
É tudo tão claro, já me habituei a sofrer,
Pensei que um dia alguém mudaria este registo,
Mas com o passar do Tempo,
Já em mais nada acredito...
E preferia mil vezes nunca te ter conhecido...

Agora deixa-me em Paz!
Deixa-me ficar com o meu Silêncio.
Preciso voltar ao meu refúgio de sempre...
Preciso de encontrar algum conforto, novamente.

Deixa-me em Paz!
Sempre te mostrei os dois lados da minha face,
Sempre acreditei nas tuas doces palavras.
Apenas pedi frontalidade e sinceridade.
Porque me mentiste, quando sempre te julguei diferente?...

Não quero mais Histórias de Encantar...
Palavras, levam-nas o Vento.
Preciso de Silêncio... Preciso de Aconchego...
Preciso da única verdade que me faz embalar.
Deixei de Adormecer porque não sei o que é alguém me amar.
Mas não vou desistir de Sonhar...

No comments:

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.