Change to English or other language

Sunday, August 03, 2008

Do Tamanho da Paz...

Sinto-me um "guichê" de reclamações...
Amigos que nunca me vêem e reclamam a minha presença. Em jantares onde nunca consigo estar, saídas divertidas nas quais nunca chego a aparecer, e nem para um simples café com um amigo novo que gostaria de estar mais tempo comigo...

A família reclama a minha atenção nas conversas triviais, em momentos breves de fim-de-semana, a minha presença à mesa onde o almoço é sempre mais longo aos Domingos...

Estou cansada das reclamações! Mas pior que isso... estou saturada das minhas "desculpas" de sempre que me forçam a não estar presente... e que originam as "reclamações".

Sinto a Vida a passar ao lado... Literalmente! Acho sempre que é uma questão de tempo... Tempo... E vou adiando o Tempo para estar comigo, o Tempo para me dar aos outros, mas principalmente, o Tempo para usufruir de mim.
O Tempo que passa sem que eu dê por isso, sem que eu perceba que vou perdendo dias, momentos especiais, e com tudo isto... pessoas que me são queridas, pessoas que não conheço e que poderia conhecer, porque nunca estou, nunca vou, nunca saio...

Sinto-me "entalada" pela vertigem dos dias que me corta a respiração, me prende a Alma, e me amarra a dias automatizados, todos iguais... É uma vertigem que me suga as emoções, a energia anímica, e tudo o que me preenche os Sonhos... Apago a "luz" interior para me aguentar meses e meses consecutivos sem permitir que o meu "eu" se faça ouvir. Calo-o com uma "mordaça" e fecho-o no escuro para não o escutar e muito menos sentir aquilo que ele me tenta fazer recordar.

O meu "guichê" de reclamações acumula pilhas e pilhas de queixas, de pressões por "resolver", de pedidos para "acender a Luz" que faça regressar a Yasmin que todos conhecem.
Os que não conhecem, nem entendem...

Diz o ditado que "Água Mole em pedra Dura, tanto Bate até que Fura"...
Olho para a linha do horizonte que beija o Mar e revejo-me em múltiplos sonhos que vou adiando como adio o Tempo que quero para mim...
Estou cansada de tanto esperar, estou cansada das mesmas reclamações, e ainda mais saturada das minhas desculpas de sempre...

O Sol diz-me adeus e deixa-me envolvida em tons de pastel, antecipando a escuridão do meu Buncker... A brisa morna de Verão sussura-me que o Tempo não espera por mim...
Tento respirar fundo, mas não consigo porque o Coração está demasiado duro e amarrado para não sentir...
O Sol desapareceu e a Lua chega a tempo de testemunhar duas lágrimas que se soltam dos meus olhos fixos no Tempo que não consegue agarrar...
Não quero voltar para os meus dias escuros e automáticos... Apenas quero estar onde possa "ficar no tamanho da paz e tenha somente a certeza dos limites do corpo e nada mais..."


"Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais.

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal.

Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais."

By, Elis Regina



2 comments:

Anonymous said...

Talvez porque nos transformamos em simples e assustadoras máquinas de trabalho;de serviço ao dispôr de todas as exigencias ou consequencias da nossa atitude perante o compromisso...
Liberdade é um Dom, conquista-la poderá ser uma oportunidade de reavaliar a nossa intensidade com aquilo que efectivamente desejamos...
Umas exelentes férias e sobretudo, que a tua alma se regenere,porque infelizmente,minha Querida, só nós podemos diferenciar a Paz que vivemos e Paz que conquistamos...

besos

kikoleotte said...

---

- You don't stop laughing because you grow old. You grow old because you stop laughing.

Happiness is not a station you arrive at, but a manner of traveling.

Your interest should be in the future because you are going to spend the rest of your life there.

"If you don't drive your business, you will be driven out of business."

You cannot fail to win unless you fail to try.

Those who don't know how to weep with their whole heart, don't know how to laugh either.

Yesterday is not ours to recover, but tomorrow is ours to win or to lose.

There are many things that we would throw away if we were not afraid that others might pick them up.

---

Como re-li e re-li o que disseste ... há que mudar, apenas há que perceber quando e onde!
...inté

KIKO

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.