Change to English or other language

Sunday, May 06, 2012

BIRDIE'S TALK - Dia da Mãe, Dia de Sol

Nada convencida que eram horas de saltar da cama, lá me decidi a destapar o nariz e a olhar para a janela mesmo em frente para ver como estava o dia. Vento, encoberto... e eu sentia-me atordoada.
Depois do meu sagrado pequeno-almoço que se mantém muito Português - torradas e chá, com pingos de leite - usei o Skype para dar os bons dias à minha mãe, à melhor mãe do mundo, com quem falo todos os dias desde que me mudei para Londres. Sendo ela uma das minhas melhores amigas, não quis perder esse hábito, e há dias em que sinto falta de tomar um café com ela e falar sobre os dias que correm. E hoje, mais do que nunca, esse foi um daqueles dias, em que quando entrei no Costa Caffé aqui perto de casa, que desejei ter a companhia dela, para além da do café. Iríamos certamente dividir um pastel de nata, comido à colher, em prol da linha e do colestrol. LOL


Sim, senti e sinto falta dela, do meu pai, da minha cadela a quem me apetece fazer muitas, muitas festas, saudades dos primos, dos avós, tios, amigos mais próximos... Deve ser a famosa Saudade.
Adoro estar onde estou, adoro esta cidade, o espaço onde vivo, a localização da casa, a vida que vou tendo aqui - embora o objectivo esteja por concretizar - mas a falta de laços mais fortes que os do dia a dia criados pelas presenças habituais dos flatmates ou de quem passa no mesmo café todos os dias, no supermercado local, do Paquistanês do quiosque à saída da estação, reduz o brilho do olhar e o contraste dos sentimentos, originando uma busca por novos laços, locais, que não são fáceis de criar, nesta fase.

Bebia o café, enquanto esta nuvem mais espessa que as nuvens cinzentas do céu, perdominava - e minava - os meus pensamentos. Pensei em pedir um CupCake para animar. Mas forcei-me a não o fazer. Seria apenas "one taste standing" que para além de pouco saudável, me iria arrepender logo a seguir.
Percorria a Time Out em busca de outros escapes. Canalway Cavalcade 2012 em Little Venice ou a Saatchi Gallery, para uma exposição de fotografia... Pois... Nem uma coisa nem outra. Ainda no confortável sofá do Costa, fechei-me nas páginas do meu livro e decidi que iria para casa cozinhar para mim. Seria uma boa forma de cuidar de mim, preparar comida para a semana que aí vem, e ao mesmo tempo usar esse tempo como terapia. E sem grandes esforços, resultou.


Bifinhos de frango cortados em pedaços com cogumelos, alho francês, cebola e muito alho murchos num fio de azeite, e o teste ao novo Magnum Infinity, comprado em promoção. ;)
O resultado foi... maravilhoso. Para a mente e para o corpo. A receita? Muito simples:


 - 200 gr de bifinhos de frango previamente temperados com sumo de limão, folha de louro e alho a gosto (eu gosto de temperar com muito alho);

 - 4 a 5 cogumelos frescos médios, cortados em fatias;
 - sal a gosto;
 - um pouco de vinho branco.
Basicamente, colocam os pedaços de carne temperados numa frigideira anti-aderente em lume brando. Vão virando, colocam os cogumelos cortados, e voltam a mexer, até ficar no ponto que pretendem. Durante este tempo, vão colocando um pouquinho de vinho branco para temperar, também a gosto. Ready to eat.


 - 2 alhos franceses cortados às rodelinhas;
 - 3 a 4 cabeças de alho (a gosto, claro, pode ser menos);
 - 1 cebola grande
 - azeite

Muito fácil. Colocam a cebola cortada grosseiramente em pedaços, as rodelas de alho francês (não muito grossas), e os alhos cortados. Regar com um fio de azeite, suficiente para cozinhar e fazer apenas murchar os legumes, sem queimar/fritar. Sal a gosto, quando os legumes estiverem murchos e "cozidos". Ready to eat.


Quanto ao novo Magnum Infinity... uma decepção. Já todos tiveram aquela sensação de conhecer alguém bastante atraente e assim que a pessoa se faz ouvir, apetece desaparecer imediatamente?! Pois foi mais ou menos o que senti quando experimentei o novo Magnum. Supostamente, "vendido" no anúncio como... de sabor ainda mais prolongado, duradouro, com chocolate negro crocante a envolver uma mousse de chocolate com caramelo... Caramelo??????? ONDE?????? É TUDO CHO-CO-LA-TE!!! Valha-me Deus!... Comprei muito mais pelo mix com o caramelo e nada de caramelo. Uns belos caramelos é que me saíram os senhores da Olá. Provem, e partilhem a vossa opinião.


Bom, e com tudo isto, a minha cabeça centrou-se na mentira da Olá, nos temperos do frango e dos vegetais e em arrumar a cozinha que ia começar com o segundo turno, com o meu colega de casa, Mike.
Voltei ao Skype, e fiquei à conversa com a minha mãe durante quase uma hora.

Os dias podem amanhecer nublados, mas somos nós que decidimos se o Sol vai ou não brilhar.


Take care.
Love,
Birdie

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.