Change to English or other language

Wednesday, June 24, 2009

O Silêncio Ensurdecedor do Vazio

Deixou-se levar pelos pensamentos profundos, sorrindo, contra a corrente... Encontrou o sono tranquilo e sob o corpo desnudado, repousou o coração dorido.
A alma embargada pelas lágrimas ainda murmurou:
- Eu não pertenço aqui...

Num turbilhão de c
ores garridas, rodopiava à beira do abismo, olhando para o reflexo de outra... familiarmente desconhecida. Gritava a preto e branco o Vazio...
E num acto agitado levantou-se, caminhou até à janela estreita, e gritou em desespero, com todas as forças do corpo
apoiadas no velho parapeito da janela, que quase a mergulhavam no ar:
- Até a beleza das flores se torna insuportáaaaaaaaaaaaaaaaaaavel!!

Fez-se silêncio em todo o bairro.
Também o velho sino da Sé rendeu silêncio ao bater das seis e meia da tarde.
Quase imóvel, baixou a face desvaziada de qualquer expressão...
- Agora só resto eu... Vou procurar a Vida.


Tuesday, June 16, 2009

Porque Vale a Pena?

Porque vale a pena?
Há momentos em que me intorrogo se valerá a pena deixar-me levar por caminhos que conduzem a tanta incerteza, dor e sensação de vazio. Caminhos já antes percorridos, com outras paisagens, terrenos diferentes e climas distintos... mas todos eles áridos e penosos.

Na verdade, o instinto do Coração quando aponta uma direcção diz-me que não vai falhar, que é por ali. E eu confio, porque é muito rara esta certeza. As emoções são mais fortes e... quase sem dar por isso, levam-me a Alma num rodopio como folhas de outono num remoinho ventoso... quase sem dar por isso, estou num caminho igual a outros que anteriormente me conduziram a Desertos longos e hostis...


Vale mesmo a pena considerar que, em algum momento, o instinto me vai conduzir a uma Viagem diferente de todas as outras?...
Vagueio pelos albuns das Viagens anteriores, repletos de fotografias que desvanecidas pelo traço da dor enxugada em lágrimas e penso que penso demais. Penso que nestas coisas não se pode racionalizar. Eu não as concebo assim. Acontecem! Raramente, mas acontecem! E deixo de pensar tanto...
A tendência da abordagem Emocional é seguir o instinto, seguir uma nova Viagem que se mostra diferente de todas as outras, na qual me concedo uma nova oportunidade de ser Feliz, em cada dia que ainda espero Viver... Afinal, eu mereço ser Feliz. Disso, não tenho a menor dúvida!


Hoje, no meio de uma turbulenta jornada, senti por momentos uma Solidão aterradora e ao mesmo tempo um Amor incondicional pela Vida, pelo meu percurso, este mesmo que me transformou na pessoa que hoje Sou, com tudo o que isso possa ter de bom e de menos bom!
É uma dualidade de emoções estranha, esta... Lágrimas que se soltam sob a vista de Rio, pingam o parapeito da janela, e ao mesmo tempo me abandonam numa Serenidade e Harmonia nunca antes sentidas...

Este é um dos raros momentos de Vida que sabe a Novo, a Pleno e Eterno... Soluço em Paz, em total harmonia, onde Dor e Amor se fundem num só e permitem sentir algo tão precioso e inexplicável... Apenas sinto um Amor incondicional pela total consistência do meu Ser, construida pelas demasiadas desilusões percorridas ao longo do trilho...
Sinto-me num longo vôo nas asas de um Anjo, comungando do Silêncio dos Inocentes...
Dei o meu melhor, como em tudo aquilo em que acredito. Acima de tudo, entreguei-me como sou, sem capa, com medo, sem certezas, com integridade, sem ambições, com todo o Amor, sem nada a Ganhar, com Muito a perder, sem vaidade ou carências, com coragem e compaixão, sem imposições, com total compreensão...

Será que Vale a Pena?...
Sim... Sempre.



"Some people stay far away from the door
If there's a chance of it opening up
They hear a voice in the hall outside
And hope that it just passes by

Some people live with the fear of a touch
And the anger of having been a fool
They will not listen to anyone
So nobody tells them a lie

I know you're only protecting yourself
I know you're thinking of somebody else
Someone who hurt you
But I'm not above
Making up for the love
You've been denying you could ever feel
I'm not above doing anything
To restore your faith if I can
Some people see through the eyes of the old
Before they ever get a look at the young
I'm only willing to hear you cry
Because I am an innocent man
I am an innocent man
Oh yes I am

Some people say they will never believe
Another promise they hear in the dark
Because they only remember too well
They heard somebody tell them before

Some people sleep all alone every night
Instead of taking a lover to bed
Some people find that it's easier to hate
Than to wait anymore

I know you don't want to hear what I say
I know you're gonna keep turning away
But I've been there and if I can survive
I can keep you alive
I'm not above going through it again
I'm not above being cool for a while
If you're cruel to me I'll understand

Some people run from a possible fight
Some people figure they can never win
And although this is a fight I can lose
The accused is an innocent man
I am an innocent man
Oh yes I am
An innocent man

You know you only hurt yourself out of spite
I guess you'd rather be a martyr tonight
That's your decision
But I'm not below
Anybody I know
If there's a chance of resurrecting a love
I'm not above going back to the start
To find out where the heartache began

Some people hope for a miracle cure
Some people just accept the world as it is
But I'm not willing to lay down and die
Because I am an innocent man

I am an innocent man
Oh yes I am
An innocent man"

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.