Change to English or other language

Saturday, February 25, 2006

O Tempo...

Dei comigo a reflectir sobre o Tempo... não sei se pela chuva que fazia do lado de lá da janela salpicada do meu quarto, ou se pela trovoada sentida ao acordar do lado de cá da minha janela, onde o meu olhar - a janela da Alma - se salpicava de lágrimas salgadas e quentes.

O Tempo... o Tempo que passou, o que passa, e o que aí espreita. O turbilhão do passar da Vida, numa visão relâmpago em jeito de flashback, onde me revejo desde a Infância até ao dia de hoje.

Muito Tempo vivido. Muito Tempo perdido. Muitas metamorfoses, muitos desejos esquecidos, alguns sonhos vividos, mas... e o Tempo? Porque me perco no Tempo? Porque me encontro num momento e no outro regresso à encruzilhada onde me pergunto pelo Tempo dos Amigos, pelo Tempo do Amor, pelo Tempo dos passeios na praia, pelo Tempo das viagens desejadas, da Alma descansada, e por todo este Tempo continuamente "Destemperado"?

Não encontro resposta no reflexo da água que me reflecte no alagado de chuva do Tempo que faz... Mas acredito que o Sol regressa sempre depois de muitas Luas de chuva e escuridão... regressa, depois do Tempo de Solidão...
Espero ter razão, mas... preciso viver mais com o Coração
.

Stress and the City, no YouTube

Loading...

Countries & Cities Where I've Been.